Básicos do guarda-roupas: tailleur

Com o finzinho do inverno, resolvemos falar sobre o segundo item essencial (para aproveitar as Sales): o tailluer ou blazer (aí você escolhe o termo que preferir)

Continuar lendo

Básicos do guarda-roupas: tailleur

Básicos do guarda-roupas: tailleur

Eu nunca me vi sendo uma consultora de estilo usando blazer com sapato bico fino para mostrar segurança ou uma imagem mais séria. Na real eu não me importo com isso. Por isso, muito tempo resiste a ter um bom blazer e às ombreiras, minhas referências estavam muito ligadas a uma peça tradicional. Mas depois que comecei a misturar o blazer ou tailluer com peças de outra referências de estilo, mais despojadas e informais, comecei a entender porque é tão legal ter uma peça boa dessas no armário. É um curinga de fato e é uma das minhas peças que transita na maior quantidade de combinações que eu faço, praticamente tudo do meu guarda-roupas combina com meus blazers, yes! Comecei a usar tanto que tenho em preto e em offwhite e também nas versões em capa, para o verão que eu amo!

 

Conseguir desconstruir esse conceito levou um tempo, treino mas muita pesquisa até comprar o primeiro. Como disse no post anterior, não bastava ficar bom, bonito e ótimo, tinha que ser perfeito. E às vezes a peça perfeita não cabia no bolso, o que cabia no meu orçamento não era o que eu queria, até que um dia de forma despretensiosa aconteceu: fui trocar uma peça e não tinha nada do meu planejamento de compras a não ser o blazer e eu pensei "por que não tentar mais uma vez? Vai que rola!" E ele vestiu como uma luva, as costuras eram impecáveis. Era um modelo diferente, não tinha gola e era alongado, muito melhor que eu poderia ter imaginado.

 

Com o blazer dá para coordenar muitos looks e estar bem vestida para praticamente todos as ocasiões, desde um momento viagem com blazer, moletom e tênis até as palestras e eventos sociais. Ele vai bem com jeans curto, camiseta estampada, sapato baixo/mule e até em uma combinação mais elaborada com blusinha mais fina, pantacourt ou social (eu não uso, não tenho) com uma scarpin.  

 

Podemos chamar de: blazer, terninho ou tailluer, eles têm o quase o mesmo peso na combinação dos looks.  A experiência que eu tenho com essa peça do meu armário é ótima. Mas antes de sair comprando é importante você experimentar e refletir SOZINHA no provador quantos looks você vai coordenar com o que você já tem no armário. Onde iria e em quantas  ocasiões você se vê usando. Pergunte-se: ficou perfeito?

 

O tailluer é uma peça icônica na história da moda e tem vários estilistas que o reproduziram de várias formas interessantes que marcaram sua época. Temos referências dele desde a Belle Epouque, Marlene Dietrich nos anos 30 super usava, ela ousou e abusou do blazer.

 

Christian Dior arrasou com o new look e junto veio o conceito da mulher voltar a ser mulher, a ser feminina em tempos pós guerra.

 

Chanel, nos anos 60, uniformizou as mulheres com um tailluer que podia ser usado o dia todo e para um público feminino com um perfil bem prático (assim como ela): com poucos botões, silhueta reta, de tweed.

 

Yves Saint Laurent, nos anos 70, lacrou com o modelo usado por Bianca Jagger, musa da época.

 

Giorgio Armani, anos 80, mostrou uma mulher mais poderosa e o homem mais delicado.

 

Anos 90: Jil Sander trouxe o minimalismo.

 

Hoje em dia as referências são inúmeras, encontramos vários modelos, desde o ajustado que transmite uma imagem mais tradicional, porque é "todo certinho”, ou então com o comprimento mais alongado, mais pontudo, com ou sem ombreiras até o oversize. Na atualidade é muito mais democrático e conseguimos adequar ao nosso estilo pessoal.

O legal mesmo é usar criatividade para as produções saírem do comum ou então para usar mais vezes essa peça que tem uma carinha mais séria. Assim o custo benefício vale super a pena, podendo investir de verdade em uma peça de qualidade, com boa modelagem e com um tecido que vai durar mais tempo. Afinal é uma peça curinga e com ela você consegue estar bem vestido com pouco e usar em diversos momentos: entrevista de emprego, palestra, dia a dia do trabalho e viagens. Ele nos dá postura e ficamos bem alinhados. Misture também com jeans que sempre passa uma ideia mais moderna, mais jovial. Faça sobreposição com a peça de baixo de comprimento maior. Confira algumas ideias para você ousar:


Publicado em: 07/09/2018 11:48:00

Últimas do Blog

Tudo é um truque, valorize a marca chamada "VOCÊ" :)

Básicos do guarda-roupas: trench coat

Básicos do guarda-roupas: trench coat

A gente sabe, que o inverno passou! Mas estamos em época de chuva e resolvi falar sobre o trench coat, já que ele faz parte da série básicos do guarda-roupas.

Básicos do guarda-roupas: tailleur

Básicos do guarda-roupas: tailleur

Com o finzinho do inverno, resolvemos falar sobre o segundo item essencial (para aproveitar as Sales): o tailluer ou blazer (aí você escolhe o termo que preferir)

Básicos do guarda-roupas: jeans

Básicos do guarda-roupas: jeans

Esse conteúdo faz parte de uma série de posts sobre as peças básicas que estruturam o nosso guarda-roupas

Vamos trabalhar juntos?

Aqui a transformação acontece de dentro pra fora, entre em contato